“Operants” 2015(1) traz polêmica sobre política e o envolvimento da Análise do Comportamento

“Operants” é nome do boletim publicado pela B. F. Skinner Foundation [Fundação B. F. Skinner] dirigido pela filha do bom velhinho – Julie Skinner Vargas. Publicado desde 2007, o material é distribuído gratuitamente para aqueles que subscrevem-se no website da fundação. Algumas das características interessantes do Operants incluem tópicos sobre a internacionalização da Análise do Comportamento, demonstrada através de entrevistas e relatos sobre a área nas mais diversas partes do mundo e, como consequência, a tradução do material para vários idiomas. A língua portuguesa, obviamente, está no meio!

O título do primeiro volume de 2015 é “Hoje nossos correspondentes estão delineando um novo mada da influência de Skinner ao redor do mundo” e traz na capa uma lista de países onde Skinner esteve e ministrou palestras, tais como Irlanda, Escócia, Inglaterra (cerca de 40 vezes), Noruega, Suécia, França (lecionou em francês), Alemanha (lecionou em Alemão – minha nossa, Skinner falava alemão?!), Suíça (lecionou em francês), Tchecoslováquia, Rússia (três vezes e na televisão), Venezuela e México. Enfim, o volume traz entrevistas, reportagens dos correspondentes em diversas partes do mundo, mas… há algo bastante interessante também: um ensaio intitulado “Os discursos políticos da Análise do Comportamento” escrito pelo professor Carlos Eduardo Lopes (Universidade Estadual de Maringá). O ensaio está na seção “reflections” e possui tradução para a língua portuguesa.

carlos lopes_operants

Continue reading

Advertisements