É difícil ser um homem.

Photo by Scott Webb © 2015. via Unsplash.

A BBC separou a segunda semana do mês de fevereiro de 2016 para falar sobre saúde mental na série chamada “In the Mind”. Durante a programação normal da emissora pública britânica, diversos especialistas, professores, pesquisadores, pacientes, pessoas da população geral participaram desta campanha cujo motivo principal foi informar sobre as questões referentes à saúde mental e ajudar a reduzir o estigma que cerca o tema ao redor das quatro nações que compõem o Reino Unido.

A BBC separou momentos específicos para falar sobre a saúde mental do homem, dando ênfase ao fato de que os homens não falam sobre suas questões emocionais, não compartilham seus problemas, e carregam consigo uma carga de sofrimento pesada. Um dos destaques foi para a diferença de mortes por suicídio entre gêneros: Homens morrem por suicídio quatro vezes mais do que as mulheres ao redor do planeta (este número chega entre 5 e 6 no Brasil).

O vídeo “It’s tough being a man” ou “É difícil ser um homem” (mostrado abaixo) traz relatos de homens de diferentes idades, classes sociais e etnias que sobreviveram após tentativas de suicídio. Durante o vídeo, em um ato performático, outros homens escrevem sobre o corpo de um deles nomes, apelidos pejorativos, xingamentos, palavras de estigma e julgamento, “zoações” e expressões religiosas de condenação. É interessante ver o que o homem, agora com o corpo todo escrito, faz após ser marcado.

Este vídeo também traz algumas informações importantes (dados de pesquisa conduzida pela CALM), as quais foram traduzidas aqui:

O grande assassino de homens com menos de 45 anos é o suicídio.
Mais de 40% dos homens sofrem em silêncio, nunca compartilhando seus sentimentos.
86% das pessoas que não conseguem dormir bem são homens.
42% dos homens se sentem sob pressão de serem os provedores da casa.
Homens têm 3 vezes mais chances de se tornarem dependentes do álcool.
800 mil homens são vítimas de violência doméstica a cada ano.
1 a cada 8 homens não possui amigos próximos.
Apenas 4% das vítimas masculinas de abuso sexual fazem denúncia na polícia.

Assista o vídeo:

*Se você está vivendo um momento muito difícil e se identificou com alguma parte deste texto, converse agora com um profissional do CVV (Centro de Valorização da Vida) através do telefone 141 ou via internet (chat, Skype ou email) através do site: http://www.cvv.org.br/site/index.php. Os profissionais desta ONG (uma das mais antigas e reconhecidas instituições no país) estão disponíveis 24 horas para ajudar e acolher.
Advertisements

Comente!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s