Para além de fronteiras sociais: Ética, trabalho e solidariedade

Alexandre Dittrich

Ficaria feliz se você tirasse uns três minutos para ler essa reportagem. Há várias lições importantes nela, e acho que algumas delas falam ao espírito natalino.

Jack Andraka, 16 anos, chamou a atenção por ter criado um diagnóstico inovador para o câncer de pâncreas. Ele deu um pequeno depoimento a jornalistas brasileiros. O rapaz vem sendo constantemente chamado para palestras ao redor do mundo, “quase sempre falando sobre inovação e a importância de se estimular o interesse científico nas escolas”. E faz uma pergunta aos brasileiros: “Encontrei vários estudantes brasileiros nas feiras de que participei. Eles têm bastante apoio por lá?”. Temo que a resposta seja vergonhosa para os brasileiros.

Continue reading